Por que geralmente acreditamos que o mundo é justo?

A tendência de pensar que, em um mundo aleatório ou caótico, existe uma certa tendência à justiça (Karma, todo porco recebe seu Saint Martin, etc.) É um viés cognitivo chamado "apenas hipótese mundial".

Há evidências que parecem indicar que o ínsula e ele córtex somatossensorial eles são responsáveis, pelo menos em parte, por nos apegarmos a essa hipótese de equanimidade, na qual boas obras são recompensadas e más obras são punidas.

Karma

Como o mundo não é justo ou corado e esse karma nada mais é que uma invenção de nosso cérebro, quando testemunhamos que coisas ruins acontecem sem motivo aparente, ocorre uma desarmonia em nós: estamos convencidos de que o mundo é justo mas a evidência apresentada a nós vai na direção oposta.

Para montar essa dissonância, usamos duas estratégias. A primeira é supor que talvez o mundo não seja o que tínhamos acreditado e que o carma não exista. Nem você consegue as coisas o quanto deseja.

A primeira estratégia, no entanto, não é a comum. A segunda é: tentamos encontrar uma lógica que explique por que o que estamos vendo se encaixa na hipótese do mundo justo. Por exemplo, se uma mulher é estuprada, poderíamos argumentar que ela a procurou, porque ele se vestiu muito provocativamente. Se eles cuspiram em um político, ele o procurou. Se um milionário é uma pessoa ruim, é porque o mundo dos negócios é muito competitivo. E assim por diante.

Essa inclinação também é reforçada pela chamada viés de correspondência ou erro de atribuição fundamental: Culpamos o infortúnio de outras pessoas por sua própria incompetência ou por suas más decisões, mas se o mesmo acontece conosco, atribuímo-lo à má sorte ou a circunstâncias externas.

Pesquisas anteriores mostraram a existência de diferenças culturais devido à suscetibilidade de cometer um erro de atribuição fundamental: pessoas pertencentes a culturas individualistas (como os americanos) têm mais probabilidade do que indivíduos de culturas coletivas (como os japoneses) de cometer esse tipo de erro